Programação aquece o mês com estreias no teatro e opções para as férias da criançada

Julho vem quente na programação do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro. São três estreias no teatro e muitas opções de qualidade para preencher o período de férias escolares com arte e cultura.

No teatro tem estreia de Leão Rosário, texto original inspirado em Rei Lear, um dos clássicos de Shakespeare, e em Arthur Bispo do Rosário. Uma trama fascinante, ambientada na costa atlântica da África, fala sobre o tempo, a morte, a velhice, o engano e a razão, que comemora os 50 anos de Adyr Assumpção, responsável pela concepção, atuação e dramaturgia do espetáculo. Em A Casa de Hugo Ivo, a plateia assiste a história de Hugo Ivo, que, após uma noite de amor, recebe visitas inesperadas que perturbam sua casa. A bagunça e os novos habitantes persistem, sem perspectiva de ir embora. Visitas partem, exceto uma.

Entrando na programação infanto-juvenil, a peça A Comunidade do Arco-Íris é uma adaptação repleta de poesia e reflexão da obra do escritor Caio Fernando Abreu, que convida as crianças a explorarem temas como convívio e coletividade, em um ambiente colorido e interativo.

Outro ótimo programa é a Mostra Lugares de Culturas, uma iniciativa do CCBB Educativo uma iniciativa que busca reunir a produção audiovisual contemporânea de lugares de todo o mundo, com o objetivo de evidenciar o audiovisual como ferramenta educacional. O projeto contará com sessões de projeção e atividades educativas, mediadas pela equipe do programa, como parte da programação de férias do CCBB Educativo – Lugares de Culturas.

O cinema traz como destaque o Festival Internacional de Cinema Rio LGBTQIA+ 2024 , grande oportunidade para assistir filmes nacionais e internacionais na cidade do Rio com a temática da comunidade.

No Clube de Leitura CCBB 2024 é a vez do encontro sobre Diversidade e Literatura, com Tom Grito, Rita Von Hunty e participação especial de Ramón Nunes Melo, uma forma de abrir mais possibilidades de reflexão sobre o Dia do Orgulho LGBTQIAPN+, celebrado em 28 de junho. A obra em escolhida para leitura e debate é “Eu sei como sair vivo disso”, de Tom Grito.

Confira a programação completa:

EXPOSIÇÕES

Entrada gratuita.

LUIZ ZERBINI – PAISAGENS RUMINADAS

Até 02 de setembro

Mostra retrospectiva que traça um panorama da atuação do artista nas últimas décadas, cujo trabalho faz uso de uma variedade de materiais e suportes e aponta para temas como ecologia e ancestralidade, urgentes dos tempos atuais. Numa reflexão sobre seu processo de criação, Luiz Zerbini afirma que “viver é ruminar paisagens”. A ruminação como método é o ponto de partida curatorial para a exposição, que acompanha as constantes reelaborações paisagísticas da obra do artista: do seu exercício cotidiano de pintar as paisagens por ele habitadas à sua paisagística de caráter sonoro, histórico e alegórico. 

Curadoria: Clarissa Diniz 

Classificação indicativa: livre   

PRIMEIRO DE MARÇO 66 – ARQUITETURA DE MEMÓRIAS     

Até 16 de dezembro

Dentro das comemorações de 35 anos do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, a exposição resgata a rica trajetória e a importância arquitetônica do icônico prédio situado no coração do centro histórico da cidade. Retratado como um ser vivo, cuja história se entrelaça com a do Rio de Janeiro e do Brasil, passando de sede de uma Associação Civil para sede do maior e mais antigo banco do país na época e para, finalmente, inaugurar um novo conceito de apoio e promoção da cultural no país.   

Curadoria: Milton Guran 

Classificação indicativa: livre

LUZ ÆTERNA – ENSAIO SOBRE O SOL

Até 12 de agosto

A exposição multidisciplinar reúne artistas e coletivos brasileiros da nova geração, que estabelecem um diálogo sobre a influência do sol na trajetória da humanidade e como a arte se apropria da luz para criar poéticas que transcendem qualquer outra abordagem artística. Com obras tecnológicas, de grandes dimensões, que utilizam a luz como a sua inspiração e matéria prima, a mostra permite experiências participativas, sensoriais e contemplativas. 

Curadoria: Antonio Curti 

Classificação indicativa: livre

ARTES CÊNICAS 

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia-entrada) à venda na bilheteria ou pelo site bb.com.br/cultura

Clientes Banco do Brasil têm direito a 50% de desconto no pagamento com cartão Ourocard. 

A COMUNIDADE DO ARCO-ÍRIS  

Teatro II  

06 de julho a 25 de agosto - Sábados – 15h; Domingos (sessão dupla) – 11h e 15h  

A peça conta a história de brinquedos e seres mágicos que decidem viver em uma comunidade na floresta, afastados do mundo dos humanos. Porém, a chegada de três gatos à pacífica comunidade desencadeia discussões sobre confiança, respeito, amizade e democracia. A trama é repleta de poesia e reflexão, onde Caio Fernando Abreu convida as crianças a explorarem temas como convívio e coletividade, em um ambiente colorido e interativo. Texto: Caio Fernando Abreu, Direção: Suzana Saldanha, Elenco: Bianca Byington, Gisele Fróes (Stand in), Raquel Karro, Tiago Herz, Lucas Oradovschi, Maksin de Oliveira (Stand in), Lucas Popeta, André Celant, Renato Reston, Patricia Regina. Participação especial em vídeo: Malu Mader 

Duração: 60 min   

Classificação indicativa: livre

LEÃO ROSÁRIO

Teatro II 

De 3 a 28 de julho – Quartas a sábados – 19h; Domingos – 18h 

Leão Rosário é um rei que abdica e divide seu reino entre as filhas, tomando uma decisão insensata. Inspirada em Rei Lear, de Shakespeare, e em Arthur Bispo do Rosário, a trama fascinante, ambientada na costa atlântica da África, fala sobre o tempo, a morte, a velhice, o engano e a razão. Com esta encenação, Adyr Assumpção celebra 50 anos de teatro criando um espetáculo para ator, vozes e objetos.  

Dramaturgia e atuação: Adyr Assumpção, Direção: Eduardo Moreira, Direção Musical: Ernani Maletta 

Duração: 60 min   

Classificação indicativa: 12 anos  

A CASA DE HUGO IVO

Teatro III   

11 de julho a 11 de agosto – Quintas a sábados – 19h; Domingos – 18h 

Sessões gratuitas com Intérprete de Libras: Quartas e sextas de julho às 14h (17, 19, 24, 25 e 31/07) 

Após uma noite de amor, Hugo Ivo recebe visitas inesperadas que perturbam sua casa. A bagunça e os novos habitantes persistem, sem perspectiva de ir embora. Visitas partem, exceto uma. O tempo passa e Hugo, além de buscar entender formas de viver pacificamente com esse novo companheiro, conhece outras pessoas que também receberam suas “visitas” em situações diferentes. Quando Ivo aceita que sua nova companhia nunca mais partirá e que a única saída para ter qualidade de vida e saúde mental é viver pacificamente com esta nova companhia, ele consegue enfim tomar as rédeas de seu destino.  

Dramaturgia: Zéza; Direção, cenografia e iluminação: Ricardo Rocha; Elenco: Bárbara Abi-Rihan, Diogo Nunes, Erick Tuller, Fernanda Xavier e Zéza; Preparação Corporal e Direção de Movimento: Palu Felipe; Figurino: Halyson Félix; Direção musical e Trilha Sonora: Vinícius Mousinho; Produção Executiva: Clarissa Menezes e Fernanda Xavier

Duração: 90 min   

Classificação indicativa: 16 anos 

MÚSICA 

MÚSICA NO MUSEU   

Sala 26 (4º andar) – 12h30 – Quartas-feiras   

Entrada gratuita

O projeto tem por objetivo a formação de plateias e estimular a música de concerto, sendo realizado em diversos museus e centros culturais da cidade. Todas as quartas-feiras no CCBB. Consulte a programação em www.musicanomuseu.com.br   

Curadoria: Sérgio da Costa e Silva   

Classificação indicativa: livre

ROSAS AO VERDE MAR & ÉPOPÉES

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada) à venda na bilheteria ou pelo site bb.com.br/cultura

Sala 26 (4º andar) – 17 e 18 de julho 

Quarta – 18h; Quinta – 12h30 e 18h

O quarteto de cordas belgo-francês Akhtamar e o cantor lírico brasileiro Bruno Resende, com carreira consolidada na Europa e com ampla experiência em cenas internacionais, apresentarão dois programas musicais diferentes em sua turnê pelo Brasil. O primeiro, “Rosas ao Verde Mar”, se concentra principalmente em arranjos inéditos de canções da obra de dois grandes compositores populares brasileiros: Dorival Caymmi e Cartola. O Segundo, “Épopées”, é focado no repertorio da música clássica francesa, com peças de Ravel, Debussy, Saint-Saens, entre outros.

Curadoria: Quarteto Akhtamar e Bruno Resende

Classificação indicativa: livre

CINEMA

Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada) à venda na bilheteria ou pelo site: bb.com.br/cultura

RIO LGBTQIA+ 2024

Cinemas I e II

De 04 a 10 de julho

O Rio LGBTQIA+ 2024 – Festival Internacional de Cinema é um evento dedicado à exibição de filmes que abordam temáticas relacionadas à comunidade LGBTQIA+. A programação completa do Rio LGBTQIA+ 2024 acontecerá de 4 a 10 de julho de 2024 nos Cinema 1 e Cinema 2 do CCBB Rio de Janeiro. Desde 2011 o festival é uma importante janela para a exibição de filmes LGBTQIA+ nacionais e internacionais na cidade do Rio de Janeiro. A relevância social e cultural do festival se dá pela reafirmação da liberdade de criação artística em consonância com a crescente necessidade de tolerância e respeito às diferenças em nossa sociedade.  

Confira a classificação indicativa dos filmes e a programação completa em https://ccbb.com.br/rio-de-janeiro/programacao

MOSTRA LUGARES DE CULTURAS

Cinema I 

De 11 de julho a 04 de agosto 

Entrada gratuita

A Mostra Lugares de Culturas – CCBB Educativo é uma iniciativa que busca reunir a produção audiovisual contemporânea de lugares de todo o mundo. Serão exibidas obras de países como Bulgária, Irã, Marrocos, Espanha, Singapura, Argentina, França, China, Canadá, Togo e, claro, Brasil. A mostra exibe uma seleção organizada em sessões infantis, juvenis e adultas, com o objetivo de evidenciar o audiovisual como ferramenta educacional. O projeto contará com sessões de projeção e atividades educativas, mediadas pela equipe do programa. A Mostra Lugares de Cultura – CCBB Educativo faz parte da programação de férias do programa CCBB Educativo – Lugares de Culturas, projeto patrocinado pelo Banco do Brasil. 

Confira a classificação indicativa dos filmes e a programação completa em https://ccbb.com.br/rio-de-janeiro/programacao

PROGRAMA EDUCATIVO

1° andar – Quarta a segunda

O CCBB Educativo – Lugares de Culturas é um programa de mediação cultural, que desenvolve ações para aproximar os públicos da programação em cartaz e do patrimônio cultural do Centro Cultural Banco do Brasil. Visitas Mediadas, Ateliê Aberto e Encontro com Educadores são parte da programação do CCBB Educativo. As ações englobam a participação diversificada, sendo um convite para as comunidades escolares, ONGs, famílias, grupos de terceira idade, pessoas com deficiência, profissionais de arte e cultura, e outros para experimentar, criar e conviver no CCBB.    

FÉRIAS NO CCBB

De 11 a 29 de julho de 2024 

Para mês de julho, o CCBB Educativo – Lugares de Culturas preparou uma programação especial de férias inspirada no cinema, com oficinas de animação, visita aos bastidores do cinema e sessões exclusivas com mediação para escolas, além de uma mostra com filmes do mundo todo. Convidamos você, sua família e seus amigos a participarem da nossa programação.

Classificação indicativa: livre.

Consulte o site para maiores informações.  

As visitas agendadas acontecem de forma totalmente gratuita todos os dias, exceto às terças-feiras. É só agendar por e-mail ou telefone:

Email: agendamento.rj@programaccbbeducativo.com.br

Telefone: (21) 3808-2070

A retirada de ingressos para visitas espontâneas é realizada através do site http://bb.com.br/cultura ou da bilheteria presencial do CCBB-RJ.

IDEIAS

Entrada gratuita. Senhas distribuídas 1h antes.

CLUBE DE LEITURA CCBB 2024    

Biblioteca – 5º andar  

10 de julho – 17h30 – Quarta   

Tendo a identidade de gênero como tema, o encontro de julho reflete sobre as questões complexas da representatividade na literatura e estimula a reflexão no mês do Orgulho LGTBQIAPN+. Para pensar sobre literatura e diversidade, participam do evento o artista e escritor Tom Grito e a também escritora Rita von Hunty.

Tom Grito tem formação em teatro, cinema e educação física e atua na intersecção entre literatura, educação, curadoria, corpo, gênero e cultura, com destaque para as tradições da oralidade e da poesia falada. Rita von Hunty é a persona drag do ator e professor Guilherme Terreri. Com formação em Artes Cênicas (Unirio), e Língua e Literatura Inglesa (USP), suas áreas de pesquisa são os Estudos Literários, Estudos Culturais, Estudos de Gênero, Teoria Crítica e Teoria Queer. Rita atua como crítica cultural, educadora popular, professora, atriz e palestrante, além de seus trabalhos como colunista na Carta Capital e vídeo colunista em uma série de outros meios.

O livro escolhido pelo público no Instagram foi “Eu sei como sair vivo disso”, que reúne textos falados em praças públicas durante recitais. São poemas longos, cartas, bilhetes trocados com outros poetas e questionamentos sobre o lugar da poesia.

Curadoria e mediação: Suzana Vargas   

Classificação indicativa: 14 anos   

EXPOSIÇÕES PERMANENTES

Entrada gratuita

DO SAL AO DIGITAL: O DINHEIRO NA COLEÇÃO BANCO DO BRASIL

Museu Banco do Brasil – 4º andar – Quarta a Segunda

Do sal ao digital: o dinheiro na coleção Banco do Brasil exibe o acervo de numismática do Banco do Brasil e contextualiza histórica, artística e economicamente a trajetória dos meios de pagamento e trocas comerciais desde seus primórdios até os dispositivos digitais. Composta por três núcleos, a mostra reúne mais de 800 moedas e cédulas, mapas, iconografia histórica e obras de arte contemporânea em um ambiente dedicado a aproximar o visitante das complexas relações sociais, políticas e econômicas que envolvem a mediação das trocas entre pessoas, povos e territórios ao longo do tempo.  A montagem e a apresentação desta exposição materializam o compromisso do Banco do Brasil em incentivar a popularização da educação financeira e em contribuir para a preservação e a evocação do patrimônio histórico e cultural do país e do mundo.     

Saiba mais sobre moedas e cédulas também consultando a classe de Numismática na biblioteca do CCBB Rio de Janeiro.   

Curadoria: M’Baraká. Classificação Indicativa: Livre    

O Banco do Brasil e sua história

Museu Banco do Brasil – 4º andar – Quarta a segunda   

Narrando os 215 anos de existência do BB, a exposição de longa duração apresenta, por meio das coleções museológicas e arquivísticas do Museu Banco do Brasil e Arquivo Histórico, a contribuição da instituição financeira para o desenvolvimento da sociedade e do país. São sete salas que mostram a linha do tempo de 1808 com a Iconografia de D. João VI, fundador da instituição, passando por curiosidades sobre o funcionalismo e os antigos objetos bancários, finalizando com a atual participação do BB nas áreas social, esportiva e cultural do Brasil.  Contemplamos a exibição de mobiliários e ambientação das salas do secretário, do presidente e da biblioteca utilizadas pela Direção-Geral do Banco do Brasil até a transferência da capital do Rio para Brasília, em 1960.    

Curadoria: M’Baraká e CCBB Rio. Classificação indicativa: livre   

Conheça mais a coleção do Museu Banco do Brasil e realize sua visita virtual a algumas exposições exibidas no CCBB na nossa parceria com o projeto Google Arts and Culture em https://artsandculture.google.com/partner/ccbb-rio .    

  

CCBB PATRIMONIAL  

O Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro ocupa o nº 66 da Rua Primeiro de Março. Um prédio histórico de linhas neoclássicas que, no passado, esteve ligado ao mundo dos negócios financeiros. Inaugurado em 1906 para o funcionamento da Associação Comercial do Rio de Janeiro, na década de 1920 passou a pertencer ao Banco do Brasil, que o transformou em seu edifício sede. Esta função tornou o prédio emblemático no cenário financeiro nacional até 1960, quando a transferência da sede do BB para Brasília. No lugar permaneceu em funcionamento a Agência Centro do Rio de Janeiro. 

Em 1987, resgatando o valor simbólico e arquitetônico do prédio, o Banco do Brasil decidiu pela sua preservação ao transformá-lo em um centro cultural. O projeto de adaptação preservou o requinte das colunas, dos ornamentos, do mármore e retrabalhou a cúpula sobre a rotunda.    

Inaugurado em 12 de outubro de 1989, o Centro Cultural Banco do Brasil conta com mais de 30 anos de história e celebra mais de 50 milhões de visitas ao longo de sua jornada. Juntamente com o Arquivo Histórico, Museu e Biblioteca, o CCBB RJ é um marco da revitalização do centro histórico da cidade do Rio de Janeiro e mantém uma programação plural, regular, acessível e de qualidade.  

Saiba mais sobre a história do BB e do CCBB no Arquivo Histórico Banco do Brasil agendando sua visita pelo ccbbrio@bb.com.br   

Regras de visitação da Biblioteca Banco do Brasil em www.bibliotecasbb.com.br

ESPAÇO CONCEITO BANCO DO BRASIL RJ

Térreo – Segunda a domingo das 9h às 20h  

Atendimento bancário em dias úteis das 9h às 17h 

O Espaço Conceito reúne a tradição Banco do Brasil, a instituição bancária mais antiga do país, com a inovação em um único modelo de agência. Um atendimento bancário atrelado a ambientes de interação, informação e programação cultural. A área serve como fomento à troca de conhecimento ligado à tecnologia e ao empreendedorismo. Um espaço de convivência com arena, coworking, laboratório maker, salas de reunião, terminais de autoatendimento bancário e o tradicionalíssimo Café Confeitaria Colombo.

Durante todo o mês, nos finais de semana, oficinas gratuitas no Lab Maker de robótica, IA, games, impressão 3D e muito mais, para crianças a partir de 4 anos, em diversos horários.

Acompanhe a programação completa no site do Espaço Conceito https://www.bb.com.br/site/sobre-nos/espaco-conceito-bb/eventos/   

Sobre o CCBB RJ

Inaugurado em 12 de outubro de 1989, o Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro marca o início do investimento do Banco do Brasil em cultura. Instalado em um edifício histórico, projetado pelo arquiteto do Império, Francisco Joaquim Bethencourt da Silva, é um marco da revitalização do centro histórico da cidade do Rio de Janeiro. Em 2024 serão 35 anos ampliando a conexão dos brasileiros com a cultura com uma programação relevante, diversa e regular nas áreas de artes visuais, artes cênicas, cinema, música e ideias. Quando a cultura gera conexão ela inspira, sensibiliza, gera repertório, promove o pensamento crítico e tem o poder de impactar vidas. A cultura transforma o Brasil e os brasileiros e o CCBB promove o acesso às produções culturais nacionais e internacionais de maneira simples, inclusiva, com identificação e representatividade que celebram a pluralidade das manifestações culturais e a inovação que a sociedade manifesta. Acessível, contemporâneo, acolhedor, surpreendente: pra tudo o que você imaginar.

SERVIÇO 

Centro Cultural Banco do Brasil  

Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro (RJ)  

Contato: 21 3808-2020 | ccbbrio@bb.com.br

Mais informações em bb.com.br/cultura

Siga o CCBB nas redes sociais:

x.com/ccbb_rj| facebook.com/ccbb.rj | instagram.com/ccbbrj |tiktok.com/@ccbbcultura

Ingressos:  

Estudantes, maiores de 65 anos e Clientes Ourocard pagam meia entrada.   

Bilhetes e senhas disponíveis na bilheteria do CCBB ou pelo site bb.com.br/cultura.  

Funcionamento:  De quarta a segunda, das 9h às 20h (fecha às terças).   

ATENÇÃO Domingos, das 8h às 9h – horário de atendimento exclusivo para visitação de pessoas com deficiências intelectuais e/ou mentais e seus acompanhantes, conforme determinação legal (Lei Municipal nº 6.278/2017).   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima